sexta-feira, 11 de junho de 2010

Clorofito

Ritmo de Copa do Mundo, ansiedade para ver o Brasil jogar...


Hoje vamos conhecer melhor o Clorofito (Chlorophytum comosum), originário da África do Sul.




Esta plantinha bem simpática pode ser utilizada como forração de árvores e arbustos ou como bordadura de canteiros e caminhos nos jardins, podendo, ainda, ser cultivada em vasos e decorar ambientes internos.


Clorofito e grama preta (blog Cheiro de Mato)


Essas são do blog da Claudia Casella


E do blog verde jardim


Pela net...


As flores do Clorofito surgem na ponta de hastes pendentes durante o verão e não têm valor ornamental. Frutificam e dão origem a pequenas mudas, o que proporciona à planta aspecto muito curioso.

Quando cultivada em vasos, essa característica pode ser observada melhor, rendendo a ela o apelido de planta aranha.

* Gosta de sol pleno, meia sombra e até sombra, desde que o local tenha luz indireta.

* Precisa de solo rico em matéria orgânica e regas esporádicas, pois as grossas raízes da planta retêm muitos nutrientes.


Sua reprodução se dá pela divisão de touceiras (desenvolvimento de caules múltiplos) ou das mudas que nascem nas hastes.

É muito fácil cultivar mudas de Clorofito. É só tirar as mudinhas das hastes e plantar. Dá até pra ver uma pequena raiz querendo se desenvolver...


Mas, para quem quer comprar, numa loja perto do Trevo de Piratininga, vi vendendo as mudas por 1 real cada...



Para vcs terem uma ideia, eu encontrei um vaso de clorofito abandonado na casa da minha avó. Trouxe pra cá e comecei a cuidar dele. Ele veio no vasinho branco e depois tive que separá-los e colocá-los em outro vaso.


E não é que ele parece uma planta aranha mesmo...rs





Vi no blog Tudo sobre Plantas, uma informação muito interessante.


A NASA desenvolveu um estudo para determinar quais as melhores plantas para filtrar o ar da estação espacial. Nessa lista de plantas, lá estava o Clorofito...


Os especialistas acreditam que é possível combater a poluição interior e criar uma estufa caseira amiga do ambiente.


Mesmo nas casas e escritórios mais limpos, muitas toxinas sintéticas são liberadas no ar, provenientes de tintas, carpetes, colas, impressoras a laser, mobília e produtos de limpeza.

E uma das formas mais naturais e ecológicas para limpar a casa ou o escritório desses poluentes aéreos, seria colocar uma planta por cada 10 m2 de espaço interior.

Fica a dica.

Bjs,

Inté.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário